Tantas perguntas do amor que sinto por ti


Eu amo-te simplesmente assim. Quem? Como? Quando? Onde? Porquê?
Tantas perguntas que podem ser feitas, algumas com respostas, outras nem tanto, porque só cada um sabe das suas.
— Como viver este amor que sinto por ti?
(No meu canto.)
— Como conseguir aguentar?
(Não tive outro remédio.)
— Como conseguir sorrir para além das tristezas?
(Tristezas não pagam dívidas.)
— Como viver com alguma esperança?
(Vida sem esperança perde o sabor.)
— Como é que te amo?
(Impossível é não te amar.)

Amo-te assim, porque me fazes feliz! Amo-te assim, porque quero-te proteger, porque só quero cuidar de ti!
Amo-te assim, porque tu és tudo quanto eu preciso para ser feliz, para sorrir, para ter esperança num amanhã melhor e sabes onde? Nos teus braços, no teu colo, no teu aconchego!
Amo-te assim, porque me amo e por me amar sei o quanto posso ao amar-te, ao dar o melhor de mim a ti, dou também o melhor de mim a ti.
Amar-te é um prazer, um convite à felicidade!
Sabes quantas vezes baixei os braços por ti?
Sabes quantas vezes já te demonstrei o amor que sinto por ti?
Já? Já não há muito mais a fazer, deixa-me só continuar amar-te como te amo e deixa-me ser como eu sou louco por ti… deixas?

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s