Eu só quero um lugar ao sol


Eu só quero um lugar ao sol!
Quero um lugar onde eu possa ser eu, onde tu possas estares, onde nós podemos existir.
Quero um lugar onde eu possa estender a toalha do amor, brindarmos à nossa cumplicidade.
Não quero mais este lugar cinzento, sombrio, tempestuoso.
Quero um lugar ao sol, onde a minha timidez não me acompanhe, onde o meu silêncio fale dos meus sentimentos, onde eu me liberte daquilo que me prende, onde eu possa ser aquilo que eu sou, e aquilo que eu quero.
Neste lugar gélido, rigoroso, duro e cinzento, eu não quero mais estar, não quero ser.
Sei o que sou, sei o que me prende, sei o que quero.
Também sei que a resolução disto tudo, da procura, do encontro, da troca deste lugar gélido por um lugar ao sol, se encontra em ti, tu és a minha chave mestra. Tudo o que eu já vivi, com o tempo eu vou aprendendo e percebendo o que me faz feliz, quem me faz feliz e alegra-me dizer que nesta imensidão deste universo, eu possa ter o prazer de dizer que és a minha chave mestra. Aquela que é a única e a verdadeira.
Vamos passar a morar e viver num lugar ao sol!

Este texto foi retirado do livro “Amores Clandestinos

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s