Que o espírito natalício se prolongue durante o ano inteiro


Eis que chegamos a uma altura do ano, em que as pessoas ficam “malucas”. É tudo numa correria louca das compras de Natal, na compra do presente mais bonito, mais valioso… Mas será o presente mais valioso o melhor presente? O melhor presente não será aquele presente dado de coração e sincero? O presente mais valioso que se pode dar vem de dentro de nós para o outro e não de outra forma.
Depois há a correria aos produtos para a consoada, para que não falte nada no jantar, onde se junta a família muitas das vezes a única vez no ano em que se juntam. E por fim, todos se lembram de todos. Desejam as maiores felicidades e tudo mais. Oferecem sorrisos, carinho, ternura, alegria, amor, amizade… E porquê só nesta altura do ano se lembram disto tudo? Não seria algo a fazer durante o ano inteiro? Porquê só agora, pergunto eu?

Natal sim, mas que seja uma época sem hipocrisia, sem consumismo desenfreado, sem ostentação!
Temos que sonhar. Eu tenho saudades de quando era pequeno e corria pela casa logo pela manhã para ver os presentes que o Pai Natal tinha trazido e deixado no sapatinho que cuidadosamente deixava junto à lareira antes de ir dormir. Pensava eu que ele tinha descido pela chaminé e quando via que me tinha deixado prendas era logo uma festa, rasgava os papéis todos numa euforia de alegria que eu sentia no momento.
O Natal não é só alegria, também é tristeza. Nesta época em que parecemos todos unidos, mas somos cada vez mais individualistas. Antigamente com tão pouco éramos tão bem mais felizes e unidos. No fundo, ainda adoro o Natal, mas falta-lhe agora a magia de antigamente e assim fica uma tristeza imensa dentro de nós.
O Natal é um espírito de doce amizade que “brilha” nas cabeças das pessoas nesta altura do ano. É bondade entre as pessoas. É um espírito de amor, alegria e amizade. É valorizar o presente e a esperança num futuro melhor. É a tranquilidade no lar entre família e amigos…

Será o Natal apenas uma estação? Uma época festiva? Uma época criada para o consumismo e materialismo fútil?
O Natal deveria ser todos os dias. A época natalícia, é um estado de espírito que deveria estar “dentro” das pessoas. As pessoas deveriam olhar mais à “sua volta” e não tanto só para elas. Deveriam praticar mais boas ações. Valorizarem mais a amizade e o amor, para que prevaleçam acima de todos os bens materiais. Deveriam compartilhar mais com quem nada tem. Distribuírem mais carinho, mais amor, mais alegrias… esses deveriam ser os melhores presentes a oferecer prolongados durante o ano inteiro. Deveriam agradecer mais, abrirem o coração ao amor, à paz, ao perdão, à compaixão…
Que o espírito natalício se “prolongue” nas pessoas durante o ano inteiro. Só assim o Natal tem o verdadeiro significado.
Um Feliz e Santo Natal

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s