Lembranças de outro tempo


Quero sentir o teu abraço apertado, o teu beijo no meu rosto e dizeres que me queres bem, dares-me atenção quando mais ninguém me vê se estou bem ou não. Sentir que em algum momento ou lugar eu pertenci-te. Nascemos, crescemos e envelhecemos e o tempo faz-nos esquecer no meio da multidão, isolados da vida, que já fomos alguém muito especial quando ainda éramos jovens. Tínhamos forças para viver e para fazermos coisas. Mas há momentos que nunca se esquecem, os grandes momentos de carinho, de amor, de paciência para com aqueles que nos ensinaram e aturaram. As lembranças ficam no coração e na parede da sala numa fotografia que guardamos para lembrar, para que com o passar dos anos não fiquem no esquecimento.

Este texto foi retirado do livro “Amores Clandestinos

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s