Os “ses” da vida


Raios parta os “ses”!
Hoje escrevo sobre os “ses” da vida. São tantos os “ses” que teimam em dificultar e atrapalhar a vida de quem se deixa apanhar pelos “ses”. Os “ses” tem diversas manifestações e possibilidades que criam uma expectativa nas angústias e vicissitudes da vida. Os “ses” não são uma solução. Os “ses” são o problema.
Os “ses”. Esses “ses”. Os “ses” são frutos da constituição? Serão mistérios ou esconderijos da consciência de cada um de nós?
Não sei. Se soubesse o segredo dos “ses”, eras a primeira a saber.
E se os “ses” forem…?
Bem. Os “ses” podem ser tanta coisa. Podem ser tudo aquilo que nós quisermos e da forma que mais nos convenha.
Os “ses”, podem ser um meio técnico, que dispomos entre diversas possibilidades e que tentamos colocar no tempo e no lugar certo.
Mas no final, o que é que eu faço com estes “ses”?
Como é que eu me desligo e paro com estes “ses”? Com todas estas dúvidas e considerações, o que hei de eu fazer?
Mesmo que por vezes bata com a cabeça na parede, dá vontade de esquecer estes “ses” e dar um chuto neles para bem longe, para que eles nunca mais voltem.
Nada há nada como arriscar! Arriscar e ter a ousadia de viver, para ser feliz e verdadeiro! Se no final não der certo, pelo menos podemos dizer que tentámos.
Nada melhor, do que mergulhar lá bem fundo e ir à procura e ao encontro do nosso eu. Arriscar no mergulho, para tomar as decisões mais conscientes e acertadas para que no final fiquemos felizes com o resultado das mesmas.
Os “ses” da vida, privam-nos de momentos únicos, de momentos importantes e de momentos plena felicidade. Quantos mais “ses” tivermos na nossa vida, mais indecisos nós estaremos. Se não levarmos uma vida mais atrevida, mais infelizes nós seremos!
Para sermos felizes, é indispensável e fundamental, afastar de nós todos os “ses”.
No amor, na amizade, na felicidade… os “ses” não fazem parte desta equação!
Se eu te amo! Se, não!
Eu amo-te sem os “ses”. Apenas, amo-te!

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

2 thoughts on “Os “ses” da vida

  1. Os “ses” são apenas medos…a ilusão do ego que tem domínio sobre tudo… Quando deixamos os “ses” de nossas vidas, abrimos portais para todas as possibilidades infinitas e libertadoras. Criando no ser humano a felicidade que o espírito procura. Largar os “ses” é viver a intensidade do espírito presente em nós.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s