O que é o jantar hoje?


O que é o jantar?
Quem de nós o vai fazer?
Eu faço o jantar e tu lavas a loiça.
O que te apetece mesmo jantar? Tens algum desejo, algum apetite especial, que eu possa-te satisfazer?
Na cozinha podem-se fazer jantares deliciosos. Tenho tantos desejos, tantos apetites, que nem precisas de te preocupares com o jantar, só com a louça!
Vamos tratar do nosso “jantar” e não te preocupes não vai haver loiça para lavar.
Vamos fazer o nosso prato favorito…
Serei rupestre na forma como te agarrarei, na forma metafórica que abraçarei o teu corpo e o comerei. As minhas mãos nunca ficarão tão limpas depois de agarrar-te em todas as formas e de lambuzar-me no calor das temperaturas que faremos nossa pele estaladiça se cozinhar. E no fim, depois de saborear o néctar dos deuses, passaremos saciados a língua pelos lábios, enfaixados os dois corpos um no outro.
Bons Apetites!

Este texto foi retirado do livro “Amores Clandestinos”, pág. 146

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s