Tenho saudades tuas


Tenho saudades tuas. Tenho saudades tuas o tempo todo. Tenho saudades tuas em cada instante. Tenho saudades tuas quando não estás. Tenho saudades tuas, mesmo quando estás por perto. Sinto-me egoísta em querer ter-te sempre por perto de mim. Tenho-te sempre dentro de mim. Tenho-te sempre comigo no coração e no pensamento para poder andar e viver. Mentiria se dissesse que não espero todas as noites por uma mensagem ou chamada tua. Eu não nego. Eu assumo: tenho saudades tuas!
Tenho saudades de ti. Umas vezes elas movem-me, outras vezes paralisam-me e então eu aí procuro-te nos meus sonhos e pensamentos. Viro-me do avesso só para te ter, só para te encontrar.
Pode-se morrer de saudades, mas nunca se consegue matar as saudades. As saudades existem para nos lembrar o que foi de bom que nos aconteceu. É como uma linha que separa o que melhor já nos aconteceu do pior que já nos aconteceu. É uma separação e uma linha da verdade!
Não se consegue voltar ao mesmo cenário e ao mesmo ambiente duas vezes iguais. Parecidas sim, iguais nunca!
Qualquer momento da vida tem de ser vivido ao máximo e espremido até não correr mais. A importância da vida é se está a fazer-te bem, espreme ao máximo, espreme até à última gota. É viver e espremer ao máximo. Porque depois, depois só consegues apenas revivê-los nas memórias dos teus sonhos e no teu pensamento.

A saudade é uma memória daquilo que já vivemos.
A saudade é uma prova do passado que vale a pena ser lembrado.
A saudade é um sentimento do coração que vem da sensibilidade e não da razão.
A saudade é um sentimento que queima as minhas entranhas, mas que me motiva e dá-me forças por ti e por ti, movo montanhas.
A saudade é a prova viva de algo que valeu a pena viver. Pode ser por vezes uma lembrança dolorosa e nostálgica, mas será certamente de algo que valeu a pena viver. E o relembrar e querer reviver essas lembranças, são a vontade e o desejo de voltar a tornar a viver esses bons momentos.
As saudades chegam como um conta-gotas, uma espécie do tipo tortura. Nem consigo perceber como chegam, sinto-me impotente a tudo isso.
Quem não sente saudades, é porque não viveu!
Viver é sentir. Sentir é querer e querer é amar!
Será que tens saudades minhas?

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s