Quando se perde é que se valoriza


Valoriza enquanto tens. Valoriza enquanto podes. Valoriza tudo o que te faz bem. Valoriza o hoje.
Não deixes passar tempo. Não deixes para amanhã o que podes valorizar hoje. Valoriza enquanto podes. Se não queres que mais tarde venhas-te a arrepender, valoriza antes de perderes. Quando se perde antes de valorizar, causa demasiados danos, causa demasiados estragos sem retorno. Há danos que podem vir a ser irreparáveis. Há danos que nunca mais vão voltar a ser o que eram antes de se perder. Valoriza o que tens. Não desperdices oportunidades, nem adies as oportunidades que tens para valorizar quem merece ser valorizado, mas nunca te esqueças de ti. A primeira pessoa a quem deves valorizar, é a ti mesmo. Valorizares-te é o ónus da gratidão e reconhecimento, pelos caminhos por ti percorridos, pelos ensinamentos que vamos colhendo e concedendo e pelas conquistas que vamos alcançando.
Pensa nisto assim: O nosso maior tesouro é aquele que nos completa como pessoa e como ser humano. O nosso maior tesouro é aquele que nos faz feliz todos os dias, mesmo nos dias mais difíceis. Por isso, cuida de ti e valoriza o “teu tesouro”!

Muitas pessoas falam de amor, mas muitas das vezes não sabem o que é amar, nem o que é serem amadas. Sentem-se atraídas pelas aparências. Apaixonam-se pelo momento, pelo instinto e amam por meras futilidades, desejos ou vontades. As pessoas não sabem olhar para dentro das pessoas, apenas olham para o seu aspeto físico e classe social. Já são poucas, muito poucas as pessoas que ainda sabem olhar para dentro e saber olhar.
Os três princípios básicos da atração são: o olhar, o aspeto físico e o sorriso. É muito mais fácil as pessoas sentirem-se atraídas por quem tem um olhar direto e um sorriso rasgado do que por alguém tímido e um sorriso envergonhado.
É por isso que antes de acusar ou termos pena daquela pessoa que foi maltratado/a, devemos pensar. Essa mesma pessoa muitas vezes não valorizou aquele ou aquela que podia não ser tão bonito, podia não se vestir tão bem, podia ser tímido e discreto e muitas dessas vezes apelidou de cromo/a antes sequer de conhecer verdadeiramente a sua alma.
Por vezes é preciso se dececionarem para aprenderem a valorizar e entenderem que o que é mais importante não é o pacote que está à vista de todos, mas sim ao conteúdo a que poucos acabam por ter acesso.
Quem primeiro procura a beleza exterior, acaba por se iludir e no fim ficar desiludido.
O verdadeiro sentido da felicidade está em quem sabe ver com os olhos da alma e sentir com o coração.
Sábio (feliz, inteligente, génio) é aquele que não perde tempo para valorizar quem merece ser.

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s