Amar nos bons e maus momentos


Amar não é apenas um sentimento. É o sentimento!
Amar é dedicar amor, mas nem todos sabem amar!
Amar não é uma brincadeira!
Amar não é andar a balançar!
Amar não é andar a saltitar!
Amar é investir amor!
Amar é ter atitude!
Saber amar, é uma virtude de que poucos sabem usar.
Saber amar, é saber sentir todos os sabores, todos os agros e todos os doces e mesmo assim não deixar de gostar.
Saber amar, é enfrentar os bons e maus momentos, sempre com a mesma disposição e com a mesma vontade de continuar andar.
Saber amar, é não se economizar de amar. É gastar amor e mais amor. É investir amor. É gastar amor à fartazana, sempre. E quando se gasta amor, quando se partilha amor, não ficamos mais vazios de amor, ficamos mais repletos e cobertos de amor.
O Amor nasce e cresce todos os dias. O Amor é como as plantas. Tudo depende é a forma como se trata.

No Amor não pode haver medos, nem andar a balançar. Só se balança quando não se tem a certeza.
Fala-se muito facilmente de amor, quando a grande maioria das pessoas vivem com o seu ego sentado no trono. O amor é raro no ser humano quando assim vivem. As suas relações tendem a ser de amizade mais ou menos forte. Muitas vezes na primeira contrariedade tudo acaba, tudo desaparece. Aquilo que parecia ser sólido e ser um sonho real, cheios de aromas agradáveis, cores vivas e muita alegria. Tudo desaba. Tudo muda à primeira contrariedade. Tudo fica mais cinzento, torna-se numa solidão e numa dor que nos corrói por dentro. O AMOR tende a ser uma coisa muito rara, quando o Amor não está em primeiro lugar. Quando o Amor, ocupa um lugar secundário na vida das pessoas.
E quando o Amor não está em primeiro lugar? Será isso egoísmo? Ou será uma teimosia desmedida, ou ainda uma falta de amor-próprio?
O que é mesmo o AMOR? Será o querer incondicionalmente alguém? Ou procurar apenas quem nos faz bem?
Não é que me questiono sobre isso mesmo. Mas, não será apenas uma teimosia ou apenas um capricho do nosso ego?
Quando amamos e sabemos que amamos, não temos que recear que nos conheçam por dentro e por fora. Não temos que ter medo, que saibam quais são as nossas maiores vulnerabilidades, os nossos defeitos, ou nos poderem achar às vezes um pouco ridículos. Isto tudo é Amor! Isto tudo é saber amar!

Nos dias bons é fácil amar. Nos dias maus, só os verdadeiros amantes e apaixonados é que conseguem continuar a amar.
Difícil, é amar nos maus momentos, na alegria e na tristeza e demonstrá-lo sempre com a mesma vontade. Amar, ainda mais nos dias maus, não é para todos. Só ama, quem sente e vive esse amor na sua totalidade, na sua beleza e na sua integridade.
Ama-se na bonança e na tempestade, desde que seja com verdade, respeito e sem violência.
Amar é isto. Simplesmente amar!

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

“Vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo…

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s