18 dos melhores passadiços em Portugal


passadiços em portugal

Os passadiços são cada vez mais populares, tanto no nosso país como em outros locais do mundo, já que aliam a atividade física com a observação da natureza. Se é fã deste tipo de percursos, deixamos-lhe aqui 18 dos melhores passadiços em Portugal. Alguns ficam à beira mar, outros percorrem bosques luxuriantes e há os que terminam em cascatas deslumbrantes.

Se tiver oportunidade, percorra-os a todos. Cada um deles é diferente e todos possibilitam descobrir um Portugal diferente: cascatas, lagoas, rios selvagens e arribas junto ao mar. Percorrer os passadiços de Portugal é uma das melhores formas de descobrir o país mais genuíno, ainda intocado pelo turismo em excesso.

1. Passadiços do Paiva (Arouca)

Passadiços do Paiva
Passadiços do Paiva

São os passadiços mais conhecidos e premiados de Portugal, atraindo milhares de visitantes todos os anos. Liga as praias fluviais de Areinho e da Espiunca e tem uma extensão total de 8,7km. O passadiço em madeira acompanha o rio Paiva no Geopark de Arouca. O percurso demorar cerca de 2h30 a completar e é de dificuldade um pouco mais elevada graças às subidas e descidas acentuadas. Aqui poderá também encontrar a maior ponte pedonal suspensa do mundo, aberta recentemente ao público.

  • Distância: 8.7 km (17.4 km ida e volta)
  • Circular: não
  • Dificuldade: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Areínho/Espiunca

2. Passadiços de Sistelo (Arcos de Valdevez)

Passadiços de Sistelo
Passadiços de Sistelo

Os passadiços do Sistelo fazem parte da Ecovia do Vez, começando na aldeia do Sistelo (conhecida como o Tibete português) e que termina nas margens do rio Vez. A viagem inicia-se com uma descida acentuada numa calçada antiga, sendo que os passadiços propriamente ditos apenas começam depois da ponte sobre o Vez, depois da Capela do Senhor dos Aflitos e da Zona Fluvial de Lazer de Sistelo. O percurso tem cerca de dois quilómetros, sendo que, após o fim dos passadiços, o caminho continua até à ponte de Sistelo.

  • Distância: 2 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade: Fácil/Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Sistelo

3. Passadiços do Gresso (Sever do Vouga)

Passadiços do Gresso
Passadiços do Gresso

Apesar de terem apenas 1,5 quilómetros, a sua beleza não deixa ninguém indiferente a quem segue o passadiço. Começando em Sanfins, na freguesia de Rocas de Vouga, este passadiço circular acompanha o percurso do rio Gresso, com nascente na serra do Arestal. O percurso, com quatro pontes e algumas escadas em madeira, torna-se ainda mais especial com as diversas cascatas e quedas de água. A maioria do percurso encontra-se à sombra das árvores da montanha e é refrescado pela água que cai serra abaixo.

  • Distância: 1.5 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Sanfins

4. Passadiços de Vila do Conde (Vila do Conde)

Passadiços de Vila do Conde
Passadiços de Vila do Conde

Os passadiços correm ao longo da costa de Vila do Conde, a partir da margem esquerda do rio Ave e estendendo-se até ao Cabo do Mundo, já no concelho de Matosinhos. O caminho passa por dunas e pela floresta da Reserva Ornitológica do Mindelo, a primeira área protegida criada em Portugal, que ocupa uma área de 380 hectares. Aqui, poderá observar mais de 150 espécies de aves, e anfíbios, répteis e pequenos mamíferos. 

  • Distância: 8.6 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Praia da Azurara/Foz do rio Onda

5. Passadiços de Aveiro (Aveiro)

Passadiços de Aveiro
Passadiços de Aveiro

O percurso de 7,5 quilómetros liga o Cais de São Roque, no centro da cidade, a Vilarinho, junto do rio Vouga. Aqui poderá observar as salinas e lodaçais, bem como diversas espécies de aves, já que por aqui passam mais de 20 mil espécies migratórias no inverno. O percurso dos passadiços de Aveiro é plano e sem grandes dificuldades e permitirá que observe bem a flora e a fauna da Ria.

  • Distância: 7.5 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Canal de São Roque/Ponte Caída sobre o Rio Vouga em Vilarinho

6. Passadiços da Cresmina (Guincho, Cascais)

Passadiços da Cresmina
Passadiços da Cresmina

Os passadiços, construídos em 2011, permitem apreciar as Dunas da Cresmina, preservadas no património paisagístico do parque natural de Sintra- Cascais. Poderá observar espécies vegetais únicas num cenário que tem como fundo o areal do Guincho, a serra de Sintra e o Cabo da Roca.

  • Distância: 2.2 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Estrada da Areia/Praia do Guincho

7. Passadiços de Alvor (Portimão)

Passadiços de Alvor
Passadiços de Alvor

Este é o maior passadiço do Algarve, com 6 quilómetros de extensão, e liga a praia dos Três Irmãos à ria de Alvor, podendo apreciar pelo caminho o estuário da Ria e as dunas sem causar danos na natureza. O percurso inclui praia, lagoa, zona de canais e sapal, podendo-se observar diversas espécies de aves. Apesar de o caminho ser longo, o percurso é de fácil dificuldade, sendo que os passadiços permitem também o acesso à praia para pessoas com mobilidade reduzida. 

  • Distância: 6 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Praia dos Três Irmãos/Ria de Alvor

8. Passadiços de Esmoriz (Ovar e Espinho)

Passadiços de Esmoriz
Passadiços de Esmoriz

Ligando a Barrinha de Esmoriz à Lagoa de Paramos, este percurso é a forma ideal de apreciar a área protegida de 400 hectares, onde, sempre com as dunas e o mar no horizonte, o visitante pode ver mais de 100 espécies de aves que aqui nidificam, como a garça-vermelha. A lagoa costeira é o elemento principal do percurso, sendo a ponte que a atravessa o local preferido dos turistas para fotografias.

  • Distância: 8 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Complexo Desportivo de Esmoriz (Ovar)

9. Passadiços de Fiães (Santa Maria da Feira)

Passadiços de Fiães
Passadiços de Fiães

O passadiço tem quatro quilómetros de extensão e liga as freguesias de Fiães e Corga do Lobão, ambas pertencentes ao Parque das Ribeiras do Rio Uíma. O passadiço percorre as margens deste afluente por um terreno pantanoso, rico em amieiros, salgueiros e sabugueiros. O grau de dificuldade do percurso é considerado fácil.

  • Distância: 4 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Parque das Ribeiras (Fiães)

10. Passadiços da Foz do Arelho (Caldas da Rainha)

Passadiços da Foz do Arelho
Passadiços da Foz do Arelho

Construído nas arribas da Foz do Arelho, o passadiço é o local perfeito para contemplar o Oceano Atlântico. O percurso inicia-se no miradouro da Foz do Arelho e segue, ao longo de subidas e descidas, até às Quebradas das Pedras da Aberta. Ao longo do percurso, encontrará sete miradouros com bancos giratórios, para uma vista de 360º sobre o mar. Nos dias de céu limpo, conseguirá observar ao longe o arquipélago das Berlengas.

  • Distância: 800 m
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Miradouro da Foz do Arelho

11. Passadiços do Orvalho (Oleiros)

Passadiços do Orvalho
Passadiços do Orvalho

É uma das mais recentes estrelas no que diz respeito aos melhores passadiços em Portugal. Em pleno Geopark Naturtejo, na Beira Baixa, o passadiço do Orvalho tem conquistado cada vez mais adeptos. E não é por acaso… Para além de diversos pontos de interesse ligados à geologia, é também possível contemplar a Cascata da Fraga de Água d’Alta e dar um mergulho na sua lagoa. Leve o fato de banho!

  • Distância: 9 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Miradouro do Cabeço Mosqueiro/ Cascata Fraga de Água d’Alta

12. Passadiços do Alamal (Gavião)

Passadiços do Alamal
Passadiços do Alamal

É um Alentejo diferente aquele que podemos contemplar enquanto caminhamos pelos passadiços do Alamal. Um Alentejo à beira rio e com o Castelo de Belver bem imponente, lá no alto, a dominar a paisagem circundante. O percurso tem início na Praia Fluvial do Alamal e termina na centenária Ponte de Belver. Pelo caminho, pode desfrutar de uma caminhada longe da confusão da cidade, seguindo sempre a margem do Tejo.

  • Distância: 1.8 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Praia Fluvial do Alamal/Ponte de Belver

13. Passadiços da Ribeira de Quelhas (Castanheira de Pêra)

Passadiços da Ribeira de Quelhas
Passadiços da Ribeira de Quelhas

A Ribeira de Quelhas é um dos segredos mais bem guardados da Serra da Lousã. Ou melhor… era! Deixou de o ser desde que aqui foram construídos estes passadiços. Para descobrir as suas cascatas e lagoas naturais era necessário fazer uma caminhada difícil e exigente que se tornou mais fácil com a chegada dos passadiços. Não se esqueça de levar consigo bastante água, calçado confortável e protetor solar!

  • Distância: 1.2 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Coentral Velho

14. Passadiços das Fragas de São Simão (Figueiró dos Vinhos)

Passadiços das Fragas de São Simão
Passadiços das Fragas de São Simão

Apesar de pequeno (apenas 2 quilómetros de extensão) este é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores passadiços em Portugal. Estreou apenas em 2020 mas já ganhou imensos adeptos. Liga a pitoresca Aldeia de Xisto de Casal de São Simão ao Miradouro das Fragas de São Simão. A vista do miradouro é imponente. Mas a principal atração do passadiço talvez seja a deslumbrante praia fluvial de das Fragas de São Simão. Pode encontrá-la a meio do percurso, no meio de um deslumbrante e exuberante bosque.

  • Distância: 2 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Casal de São Simão/ Miradouro das Fragas de São Simão

15. Passadiços do Penedo Furado (Vila de Rei)

Passadiços do Penedo Furado
Passadiços do Penedo Furado

São um dos mais pequenos nesta lista dos melhores passadiços de Portugal mas não ficam a dever nada aos outros no que diz respeito à beleza e à paisagem circundante. Têm apenas 700 metros (1400, se fizer ida e volta). Através deles é possível chegar à deslumbrante cascata do Penedo Furado, um dos segredos mais bem guardados do centro de Portugal. E existe uma surpresa: quando chegar à cascata do Penedo Furado, suba os degraus na rocha e encontra mais uma cascata com uma lagoa onde pode mergulhar nos dias quentes de Verão.

  • Distância: 1.4 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Praia Fluvial do Penedo Furado

16. Passadiços de Nisa (Nisa)

Passadiços de Nisa
Passadiços de Nisa

São um dos mais recentes passadiços em Portugal! Integrados no Trilho da Barca d’Amieira, em Nisa, os passadiços de Nisa abriram ao público em Abril de 2021 e prometem causar furor. Para além dos passadiços, há ainda uma deslumbrante ponte pedonal suspensa (que precisará de alguma coragem para atravessar), um miradouro transparente sobre o Rio Tejo e um local de observação aves. São muitos os motivos para fazer estes passadiços!

  • Distância: 3.6 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Barca d’Amieira (Amieira do Tejo)/Barragem do Fratel

17. Passadiços do Gameiro (Mora)

passadiços em portugal
Passadiços do Gameiro

Com início na praia fluvial do Gameiro, este passadiço segue sempre junto ao rio Raia e a paisagem circundante é a tipicamente alentejana, com os seus montados de ondulação suave. Localizado no concelho de Mora, tem apenas 1.5 quilómetros de extensão. No entanto, está inserido num trilho pedestre que lhe permite aumentar a distância até aos 5.5 quilómetros e que passa pelos típicos montados alentejanos. Um passeio a não perder!

  • Distância: 5.5 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Praia Fluvial do Gameiro

18. Passadiços do Carvoeiro (Lagoa)

Passadiços do Carvoeiro
Passadiços do Carvoeiro

Os passadiços do Carvoeiro, em Lagoa, têm início na Capela da Nossa Senhora da Encarnação, a partir de onde pode contemplar a belíssima praia do Carvoeiro. A partir daí, todo o caminho é feito para poder desfrutar das famosas arribas da costa algarvia. O percurso tem o seu fim no fabuloso Algar Seco, um dos maiores atrativos da região. Se lhe souberem a pouco, pode fazer o Trilho dos 7 Vales Suspensos, um dos mais bonitos da Europa, e que fica apenas a 4 quilómetros do Carvoeiro.

  • Distância: 1.5 km
  • Circular: não
  • Dificuldade: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Capela da Nossa Senhora da Encarnação/Algar Seco

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s