Como deveria ser um casal perfeito


Não há mulher perfeita, tal como também não há o homem perfeito. Mas é na junção de dois seres imperfeitos que sabem aceitar a solidão humana sem se sentirem isolados do parceiro. É o desejo de estar presente em vez de apenas estar. Perceber que um casal feliz não o torna num casal perfeito se e quando necessário não existir um pedido de desculpas apoiado por uma paciência sincera. E é neste casamento de ideias que refletem a sua perfeição em casal.
Um casal para ser perfeito e feliz, é preciso haver um encontro de vontades e desejos de ambos.
Procuramos alguém com determinadas características, mas não nos podemos esquecer que também nós próprios temos que melhorar para corresponder às expectativas do outro.
Sempre ouvi dizer que nós temos o que cativamos. Se formos um determinado tipo de pessoa, vamos atrair outras de igual género. É a lei da natureza no seu estado puro.

Hoje manter uma relação “obriga-nos” a ser homens/mulheres de elástico, ora para ganhar tensão, ora para ceder, mas bem vendo as coisas, era assim que deveria ser. Devemos primeiro ceder nalgumas coisas e limar algumas arestas. Só assim é que podemos ter um “encaixe perfeito”.
Antigamente vivíamos numa sociedade marcada pelo machismo no seu estado mais puro, em que só havia uma voz e uma vontade, mas com o tempo as coisas vão mudando e ainda bem. Mas apesar de os tempos mudarem, há comportamentos que vão também mudando. Hoje em dia existem inúmeros casos em que são elas as agressoras em determinados momentos da relação.
Os tempos mudam com os comportamentos, mas nem sempre mudam para melhor.

Acredito que uma relação deve assentar na confiança e franqueza de parte a parte. Os esforços são recíprocos, ou deveriam ser, pois, não conheço relações em que seja tudo tão certinho e tão premeditado como a matemática ou a álgebra.
Manter um relacionamento exige dos dois, empenho, capacidade de pedir, de desculpar e muita vontade em ceder nalguns casos, só para as emoções não despoletarem mais reações que nos possam levar a outros sítios que não queremos visitar.
Todos precisamos é de muito amor e respeito mutuo.

Existem pedras preciosas que para chegarem ao seu verdadeiro valor precisam de um pouco de “trabalho”. Por isso penso que nenhuma relação é perfeita. Nem nenhum dos intervenientes que dela fazem parte. Criamos um compromisso com alguém e vamos a trabalhar, cedendo e amando. E como o amor suporta tudo, vamos com o tempo aperfeiçoando e encaixando na perfeição um no outro. É duro, mas é tão gratificante.
A relação é a dois e deve ser construída e vivida dessa forma.
Sejam flexíveis! O tango dança-se a dois. Por isso nada de maratonas feitas sozinhas a correr pelos dois. Isso não dá com nada.

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s