Deixa-me olhar no espelho da tua alma


Deixa-me olhar no espelho da tua alma.
O amor é o princípio de tudo, acontece num plano não palpável.
Não se vê, sente-se, sai cá de dentro, é espontâneo, ouve-se como o som do coração.
O amor é tudo, é o que nos move. É importante, essencial e vital!
Porque é que às vezes é tão difícil dizer Amo-te? Prefiro demonstrar.
As palavras ficam presas, falham, o frio, as borboletas na barriga sempre que te vejo. Tenho um bloqueio em dizer o que sinto por ti, não consigo controlar isto, apenas consigo ouvir-me dizer-me aquilo que sinto por ti.
Se olhássemos, se víssemos, se parássemos para prestar atenção em cada detalhe, em cada olhar e em cada gesto, saberíamos muito bem o que a outra pessoa sente em relação a nós.
Sentimentos não precisam de palavras bonitas, lindas demonstrações, mas sim de atitudes sinceras, pequenas atitudes sinceras, vai ter a intensidade de uma eternidade.

Este texto foi retirado do livro “Amores Clandestinos”, pág. 211

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s