Disseram-me para esquecer-te


Disseram-me para esquecer-te,
Que estamos longe,
Que a distância é muita,
Que o tempo é pouco,
Mas o meu coração não deixou…
O meu corpo sonha com o teu,
A minha boca sonha com a tua,
As minhas mãos sonham tocar-te
E sentir o teu corpo arrepiar-se
Com o meu carinho e com a minha vontade.
Disse-me para te esquecer,
Porque preciso de mais,
Quero mais,
Mereço mais,
Do que neste momento temos,
E meu coração não aguenta outra desilusão,
A solidão é mais que muita,
A distância machuca,
E a tua ausência diz outras coisas diferentes
Daquelas que me dizes quando falamos.
Digo-te que vou esquecer-te,
Mas não consigo,
Invades o meu pensamento todos os dias,
Fazes-me sonhar loucuras e vontades,
Estás presente mesmo sem estar,
Sinto-te, mesmo sem te tocar,
Acompanhas-me mesmo não estando por perto,
Vou dormir,
E deitas-te comigo,
Apesar de estar vazio, o lado de lá da minha cama.
Esquecer-te?
Como?
De que maneira?
Não sais de dentro de mim,
Mas também não estás comigo…
Vem…
Espero-te há tanto tempo…

© Sónia Fernandes

Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de agosto – Código do Autor. A autora autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, desde que mantido no seu formato original, e seja obrigatoriamente mencionada a autoria do mesmo.
📷 http://www.pinterest.pt & Edition by Sonia Fernandes

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s