Fazes-me falta


Só me apetece dizer isto: fazes-me falta!
Fazes-me falta aqui. Faz-me falta o teu cheiro. Faz-me falta a tua voz. Faz-me falta a tua pele. Faz-me sentir o teu toque. Fazes-me falta e ponto!
Irrita-me sentir assim. Irrita-me sentir a tua ausência. Irrita-me sentir o teu silêncio. Irrita-me quando não me dizes nada. Irrita-me adormecer sozinho. Irrita-me sentir a tua falta e ponto!
Faz-me falta o teu sorriso. O teu sorriso é o meu escape, o escape perfeito para o meu descanso. Faz-me falta a tua estabilidade. Essa estabilidade de equilíbrio que me acalma. Faz-me falta a tua serenidade. A tua serenidade dá-me paz e sossego necessário de que preciso. Não gosto quando te escondes. Não gosto quando não te vejo. Não gosto quando não sei nada de ti. Não gosto, porque me fazes falta, imensa falta.
Não posso continuar a sonhar e muito menos a imaginar que estás ao meu lado quando não estás. E quando não estás, fazes-me falta.
Como uma expressão tão simples pode conter um sentimento tão poderoso, tão grandioso, tão profundo e tão cheio de sentir e de sentimento?
Sinto falta de algo construído, e poder chamar de meu (nosso).
Faz-me falta aquele lugar para onde eu possa voltar ao fim do dia. Aquele sonho, aquele lugar, aquele aconchego, aquele espaço no teu abraço.
A falta que me fazes, é acrescida das saudades que alimento para poder matar quando eu puder olhar-te, quando eu puder tocar-te e quando eu te puder sentir-te.
O importante é darmos valor à vida e aos nossos sentimentos. Às coisas mais simples do nosso dia a dia, pois, a vida é só uma e devemos ser felizes na nossa maior parte do tempo.
Querermos ouvir um sonho é mais do que uma necessidade vital para agarrarmos a vida com as mãos. É abraçar a falta que me fazes e que não procuro nunca substituir.

Faltas-me, que raios!
Fazes-me falta e ponto!
Não posso continuar a sonhar e muito menos a imaginar que estás ao meu lado sem estares.
Estou cansado! Muito cansado de levar a vida a sonhar.
Quero ver-te. Quero tocar-te. Quero ouvir-te. Quero sentir-te. Não quero continuar assim a imaginar-te e apenas sonhar contigo. Viver-te em realidade e não ter de sonhar-te apenas num sonho bom. E é tão simples assim!

Calculas o estado em que fico quando não te vejo? Quando te afastas e nada me dizes? Ou quando me tiras do sério em outras situações?
Serão propositadas?
Não sei! Apenas sei que me dás mais certezas sobre a falta que me fazes.
Não é justo para mim, nem para o meu o coração gerir tudo isto, todo este sentimento de amor ou abandono. É sentir uma enorme saudade que dói muito mais no mais profundo, ao ponto de chorar de tanto sentir a falta da tua presença e de tantas saudades de ti. É um nó e um aperto no coração que nos aperta e nos torna mais frios.
Esta falta que me fazes é monstruosa. Esta falta em que nos aperta o peito, que nos provoca falta de ar e que nos acelera o coração. Esta falta em que só existimos por completo quando não nos falta esta metade de nós. Esta metade de mim em ti e de ti em mim.

A falta que me fazes é descomunal.
Fazes-me falta para sorrir, para brincar e divertir-me contigo.
Fazes-me falta para falar contigo. De termos as nossas conversas sobre mim, de ti, de nós, do dia a dia, do mundo.
Fazes-me falta em todas as coisas, em todos os lugares e em todos os momentos.
Fazes-me falta com a tua atenção, a tua dedicação, com o teu carinho, com o teu amor e com a tua preocupação.
Fazes-me falta ontem, hoje, amanhã e para sempre.
A tua ausência é notada e neste momento és falta de vida em mim.
E tu, também sentes a minha falta?

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s