Dia da Criança


Hoje é o dia da criança (também é o nosso dia).
Quem acha que um adulto não é uma criança?
Quem acha que um adulto não tem o direito de se divertir?
Todo o adulto tem uma criança dentro de si. Todo o adulto gosta de se divertir, mesmo quando parecemos uns durões, ou fazemos transparecer isso. Existe sempre uma criança dentro de nós. Sempre, mesmo que por vezes não pareça.
Todos somos e temos uma criança dentro de nós. Mesmo quem se apresenta como um durão, mas que na verdade, não é mais que apenas uma criança adulta. É uma criança adulta a tentar fazer birra no seu meio social — profissional.
Carregamos na nossa mala que seguramos e transportamos sempre connosco, os nossos sonhos, as nossas brincadeiras (saltar, correr, passear, viver despreocupados), os nossos amigos, os nossos sorrisos e gargalhadas.
Carregamos na nossa mala, todos os nossos sonhos (alguns concretizam-se, outros ficam ali na mala, bem arrumadinhos, prontos a serem usados).
Carregamos na nossa mala, todos os nossos amigos (aqueles que com o passar dos anos ficam connosco, aqueles a quem podemos chamar verdadeiramente de amigos).
Carregamos na nossa mala, todos os nossos sorrisos (aqueles sorrisos que jamais se perderão no esquecimento. Aqueles sorrisos, mesmo depois de vinte, trinta ou quarenta anos, ainda nos doem as bochechas de tanto rir. De tanto rir como se tivéssemos acabado de acontecer).
Nascemos. Crescemos. E morremos.
A criança que há em nós jamais nos abandona. Podemos nem dar por ela, mas ela continua sempre cá dentro. Mesmo por vezes debaixo de muitas bagagens. Debaixo de muitas dores, angústias e desilusões. Mas basta dar-lhe uma oportunidade, para a criança desenvencilhar-se de todas as coisas que a escondem (uma criança nunca se esconde, brinca às escondidas), para se soltar e sair cá para fora, para brincar e se divertir.
Como as crianças gostam, nós também gostamos de ir comer um gelado até ao parque, ou até à praia.
Gostamos de sair e nos divertir, tal e qual como as crianças. Sair com os amigos e/ou família. Fazer jogos temáticos. Grandes jantaradas até altas horas. Conversas, risos e gargalhadas sem fim. Combinar férias e/ou passeios em grupo. Sair à noite para ir até um bar, para dançar, desanuviar e essencialmente divertir-se, divertir-se com os amigos. Beber uns copos, mas com moderação e sortear antes da saída, antes da noitada, uma pessoa do grupo que não vá beber. Que não pode beber qualquer bebida alcoólica, porque fica responsável por ser naquela noite, o condutor de todos os amigos.
É mesmo isto (principalmente para os mais distraídos), todos somos e todos temos uma criança dentro de nós.
Diverte-te! Mas diverte-te mesmo e sem medo do que os outros possam pensar acerca de ti.
Solta a criança que há dentro de ti!

Partilhem, comentem e sigam-me também nas minhas redes sociais:

One thought on “Dia da Criança

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s