Viver um amor


Quem vive de amor, atrai a felicidade.
O amor é a emoção mais poderosa e cheia de magia que algum dia podemos viver e sentir. Ele é dos sentimentos mais belos e mais sonhados por todos nós.
Viver um amor, é puder sorrir e viver melhor!
Viver um amor, é puder viver momentos ímpares de felicidade!
Viver um amor, é puder amar e iluminar o mundo inteiro!
Viver um amor, é puder desejar o improvável e viver os impossíveis!
Viver um amor, é puder gritar bem alto ao mundo e dizer: Eu sou feliz!
Viver um amor, é fazer disparar o coração, mesmo que já tenham passado vinte, trinta ou mais anos. O amor nunca morre, se não o deixarmos morrer.
Viver um amor, é guardá-lo bem cá dentro, como quem guarda um grande e precioso tesouro. Não existe cofre mais seguro, que o ‘nós’!
Viver um amor, mexe. Mexe com tudo em nós e até mexe com o cabelo. Imaginas isto! Mexer com o cabelo? É verdade, o amor mexe com o cabelo. É uma forma de olhar para a vida e para a nossa vida. É sorrir num jeito sem jeito, num jeito meio bobo, meio apatetado e meio apalermado.
A vida é mesmo assim e o amor também!
A vida e o amor são feitos de encontros e desencontros. Amores e desamores. Chegadas a tempo e em fora de tempo. São vitórias e derrotas. São patetices e subtilezas. São os tempos do amor. São os tempos de viver. São os tempos de amar.
Existe uma hora certa para tudo na vida e para o amor também. Pelo menos, eu quero e gosto de acreditar nisso. Por vezes, essa hora certa aparece tarde demais, ou somos apenas nós que chegamos tarde demais. Mas, também a podemos encontrar nos desencontros ou nos atrasos da vida. Sim, é possível! Tudo é possível de acontecer. Nada é impossível. E esta certeza, tem de estar sempre presente na vida. Na nossa vida. Sem ela nada acontece, tudo desvanece. Sem ela, não poderemos dizer mais tarde, eu encontrei-te. Sim, finalmente encontrei-te!
A verdade, é que tudo pode acontecer com o que sonhamos. Tudo pode acontecer com o que queremos. Mas isso só será possível, quando acreditamos ser possível, quando queremos realmente que aconteça, mesmo que andemos atrasados ou mesmo em fora de tempo. Acredita. Acredita. Acredita sempre!

Cheguei. Cheguei tarde. Cheguei fora de tempo. Acreditar é sempre possível, mas nem o sempre é sempre possível acreditar. Desmoronar-me? Não! Foi no acreditar que cheguei. Cheguei atrasado, mas cheguei. De outra forma, nunca teria chegado até aqui. E isto é que é importante. É conseguir e saber chegar ao fim. Se valeu a pena o esforço? Sim. Valeu a pena a luta e valeu mesmo assim todo o esforço, apesar de ter chegado tarde. Cheguei até este amor. Este amor tornou-se num amor proibido. Não impossível! Apenas proibido.
Tu és a razão para que nunca tivessem dado certo as minhas relações anteriores. O amor que sinto por ti, não tenho palavras capazes e suficientes para o descrever. Nunca ninguém me tocou assim tão forte, tão intenso, tão bonito…
Nunca me senti assim como estou hoje. Quero-te dizer que te amo, com todas as letras que a palavra tem. Amo-te! Sim, amo-te! Mas cheguei tarde! Quero-te dizer tanto o que sinto por ti todos os dias, mas sei que não o devo fazer e, ao mesmo tempo, sei que o devo fazer. Raios, porque é tão difícil isto. Tão difícil dizer que te amo! Certamente não me vais bater e, ao mesmo tempo, tens também o direito de saber o que sinto por ti. Porque é que o Amor é tão difícil?
Tu completas-me. És a razão do meu sorriso.
Tu tens um brilho intenso dentro de ti. O teu brilho tem poderes mágicos e encantadores.
Tu és o meu desfibrilador, que abanou o meu coração. Ele hoje bate num ritmo louco e apaixonado por ti.
Tu és um anjo que me caiu na minha vida. Tens poderes mágicos e divinos, és a minha dádiva de Deus para iluminares os meus dias.
O teu jeito de menina brincalhona, meiga, encantadora, sedutora, simpática, amiga, honesta, sincera… conquistou o meu coração.
Por ti hoje sou mais feliz. Alegras-te o meu coração. Deste-lhe vida. Deste-lhe Amor!
No meio das tuas inseguranças, és uma mulher segura de si mesmo, és uma mulher de armas, mesmo que duvides disso mesmo em ti.
Por ti me apaixonei e não sei o que fazer.
Amo-te! E não sei o que fazer.
Sei que te devo dizer e, ao mesmo tempo, sei que não o posso fazer. Sei o que devo fazer e, ao mesmo tempo, sei o que não posso dizer.
São assim estes os meus dias. E é este o meu amor que sinto por ti.
És um amor.
És o meu amor.
Vamos viver o nosso amor!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s