Perguntas…


Perguntas feitas, respostas dadas. Confere a esperança para conhecermos a verdade com que a sociedade que nos alimenta todos os dias. Mas que perguntas devemos fazer? Que perguntas estão dispostos a responder? Que perguntas…?
Perguntas que não sabemos fazer.
Perguntas que não sabemos que escrever.
Perguntas difíceis de formular!
Perguntas difíceis de fazer.
Perguntas que doem só de ler.
Perguntas que aleijam só de ouvir.
Perguntas que nunca pensamos em fazer.
Perguntas por vezes são dores que ferem dentro do nosso coração.
Perguntas podem ser tão frias e, ao mesmo tempo tão incómodas.
Perguntas que nos fazem questionar a nossa existência.
Perguntas que nos fazem questionar a nossa solidão…
Simples perguntas podem causar um turbilhão de sentimentos dentro de nós. Provavelmente o nosso silêncio espelha a nossa agonia de não saber o que fazer! Será?

A vida pode ser feita de perguntas incómodas e desnecessárias, mas fazem parte do nosso desenvolvimento pela forma com que aprendemos e compreendemos o mundo. Há perguntas que tocam o nosso ser. Perguntas que nos fazem pensar e crescer. E ainda há perguntas que com o passar do tempo nos vamos acomodando nas respostas.
Perguntas causam efeitos de crescimento e desagradáveis. Perguntas causam danos. Perguntas causam dores. Perguntas causam respostas. Respostas causam consequências.
Perguntas são um processo de crescimento. É um crescimento que nos pode tirar da nossa zona de conforto e sair da zona de crescimento, expandir por zonas em que estamos menos à vontade, é sinal de crescimento. Estar disposto a.
Há perguntas que são meramente incómodas, mas há aquelas que precisamos mesmo que nos sejam feitas. É nestas perguntas que devemos parar para pensar, navegar, crescer, evoluir e responder corretamente.
Quais são as perguntas que ainda não te fizeram?
Quais são as perguntas que gostavas de fazer?
Quais são as perguntas que mais te iriam incomodar?
Quais as perguntas que precisas que te façam?
Boas perguntas. Qualidade nas respostas!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s