É nas amarguras da vida que vemos quem está ao nosso lado


A vida é agridoce. Umas vezes amarga, outras vezes mais doce. Mas saber apreciar os momentos mais amargos para depois saborear os momentos mais doces é indispensável. Só se sabe apreciar e saborear os momentos doces, quem souber apreciar os momentos mais amargos.
Momentos difíceis sempre vão existir nas nossas vidas e o primeiro passo a fazer é olhar e reconhecer o nosso interior. Viver na amargura é o primeiro passo para que a nossa vida comece a descontrolar e entrar em despiste e acabar por atingir quem está à nossa volta e nos quer bem.

Cada pessoa é única! Cada pessoa vale o que vale. Se todas as pessoas fossem iguais, a vida não teria grande sentido. Era como se apenas existisse apenas uma cor, um único cheiro ou apenas um sabor. A vida não teria a mesma alegria sem as muitas cores vivas e alegres, nem os vários sabores.
É nas amarguras da vida que vemos quem somos, o que somos e do que somos feitos.
É nas amarguras da vida que vemos com quem podemos contar, quem está ao nosso lado e do nosso lado.
É nas amarguras da vida que vemos quem aquece o nosso coração e o enche com amor e carinho. É quando vemos quem fica, quem chega mais perto e quem vai embora.
É nestas alturas que tudo ganha mais sentido e mais significado, seja para o bem, ou para o menos bem. Acaba por ser tudo mais verdadeiro, mais espontâneo, mais genuíno.

A vida de uma pessoa é longa e dura. Nem sempre de felicidade, por vezes a vida traz consigo algumas complicações e nestas fazes mais duras da vida que vemos onde nos perdemos e onde podemos fazer mudanças. É nas fazes mais duras da vida que vemos quem carregamos dentro de nós e destas pessoas que carregamos, saber ver quem perdoar, quem deixar cair e quem levar connosco. É nas complicações da vida que tudo fica mais claro. Mais claro que água!
É este o lado bom das amarguras da vida. Podermos ver quem desaparece e quem fica na nossa vida. Por isso, quem quiser ir embora, então que vá. Quem não quiser estar, então o melhor mesmo é ir embora. É melhor assim para todos!
Se querem ir embora ou pensam ir, então vão! Se querem ir embora é porque nunca estiveram por perto, apenas nos cansavam e sugavam-nos toda a nossa energia. É fácil estar perto quando tudo está bem. Mas quando somos atingidos pelos momentos mais difíceis, mais tenebrosos acabam por se afastarem. Quando acontece a se afastarem, não devemos entrar numa espiral em declínio, devemos só agradecer por quererem se afastar e irem embora. Pessoas assim não fazem falta nenhuma na vida das pessoas.
A quem fica connosco ao nosso lado, ou a quem chega mais perto de nós, são essas pessoas que merecem fazer parte da nossa vida. É nos momentos difíceis e mais complicados que vemos quem são as verdadeiras pessoas que estão a nosso redor e connosco.
Uma palavra de carinho, um simples Olá, um amo-te, um gosto de ti, faz bem ouvir e tem mais significado. Quando tudo corre bem, facilmente ouvimos com regularidade, mas quando atravessas num período mais sombrio são poucas as vezes que se ouve, mas o bom disso, é que aí podemos ter a certeza que é dito de coração e faz-nos tão bem.
O tempo para ser feliz é curto!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s