Maldito tempo que passa sem nos avisar


Maldito tempo este que passa a correr e sem nos avisar.
Muitas são as vezes que passa por nós e não damos por isso. Estamos demasiados focados ou distraídos em pormenores secundários da vida, que nos prendem toda a nossa atenção. Pormenores esses, que com o tempo, perdemos momentos, perdemos oportunidades, perdemos pessoas… perdemos sorrisos, perdemos carinhos, perdemos abraços, perdemos beijos… Perdemos uma vida feliz!
Muitas vezes perdemos, porque pensamos que ainda temos tempo, ou que ainda há tempo para o tempo que já não temos. Pura ilusão. O tempo é como o vento. Passa sem o vermos, mas sentimos. O tempo voa! Umas vezes ele é mais calmo e ameno. Outras vezes torna-se mais agreste e aí sim! Aí passa num sopro. Passa a voar. Ele passa tão rápido, que nem dá tempo para aproveitar esse instante de tempo e quando nos apercebemos, já passou o tempo. Já vou o tempo. E esse tempo que passou, já não volta a passar, já não volta atrás. O tempo só passa uma única vez. É como a água que passa no rio. Quem apanhou e acompanhou o tempo, a tendência para ser feliz é bem maior. Quem estava distraído com outros pormenores e não viu, nem acompanhou o tempo, aí fica mais difícil, perdem-se momentos e oportunidades únicas. São esses momentos e oportunidades únicas em que somos mais felizes. Não deixes que nada fique para trás, corres o risco de perder momentos e oportunidades para sempre. As vivências têm o tempo certo, como se fosse um prazo de validade. Dificilmente dão uma segunda oportunidade e quando a dá, já não será como a primeira. Porque a primeira, é e será sempre única.
O tempo é aquele que passa sem darmo-nos por ele. Só nos resta viver, como se o tempo acabasse hoje, para que cheguemos ao destino e sorrirmos por termos tido tempo para viver e saber aproveitar.

O nosso dono é o tempo! Todos somos escravos dos relógios e os ponteiros são os nossos inimigos. Eles não param, não esperam e não nos avisam. Simplesmente continuam.
Criamos tarefas, metas, lembretes. Mas, quantas das tarefas deixamos a meio? E quantas delas são adiadas ou ficam perdidas no tempo para sempre?
Devemos viver cada um de nós com o nosso tempo. Se assim não o fizermos será o caos. Todos nós temos um ritmo muito próprio e um tempo muito próprio, desde o acordar até ao deitar. Bioritmos distintos!
A vida é assim mesmo. Um sopro mais veloz que um cavalo de corrida. Não devemos deixar o nosso tempo passar em vão. Devemos tentar realizar o máximo de sonhos possível dentro do tempo. Cada Sonho, cada meta, cada objetivo tem o seu tempo certo para acontecer.
Tudo tem o seu tempo. A nossa música, o nosso cheiro, o nosso tempo no nosso momento certo!
Acertem os ponteiros dos vossos relógios, para que nunca se atrasem para os vossos sonhos, metas e objetivos.
Acertem agora! Concretizem agora, enquanto ainda há tempo!

2 thoughts on “Maldito tempo que passa sem nos avisar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s