Entre linhas e entrelinhas


Entre meus sonhos
Vives
Entre espinhos e golpes
Tenho a pele castigada
Pelas amarguras do destino

Entre linhas e entrelinhas
Me aconchego a ti
Estás perto mas tão distante
Ainda ouço teu suspiro na madrugada
Cada vez que visto aquele vestido preto

Penso em ti

Me castigo

Chicoteio minha alma
Masacro meu coração

Penso em ti

Texto da autoria: Guiomar Marques

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s