Nessa vontade máxima — O poeta e os outros eu’s


Nessa vontade máxima um medo que me desabita uma alma que grita despedaçadamente um rei que morreu, lá longe… rasgam-se as veias em dilacerado ventre mãe? onde morrem os teus filhos? por um pedaço de terra? nesta vontade máxima de frio a terra que de abre de frente pelo medo e vontade de gente o […]

Nessa vontade máxima — O poeta e os outros eu’s

One thought on “Nessa vontade máxima — O poeta e os outros eu’s

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s