Não sou de metades


Metades?
Não quero. Não sou de meio-termo!
Não sou de metades.
Não quero metades.
Não vivo de metades.
Não quero meio amor.
Não quero meia paixão.
Não quero meio desejo.
Não quero meia atenção.
Não quero meia vontade.
Não quero meio carinho.
Não quero meio abraço.
Não quero meio beijo.
Não quero meio sorriso.
Não quero meia felicidade.
Não quero metade de ti, nem de ninguém.
Não sou de metades, nem quero ser!
Quando nasci, nasci por inteiro e não a metades.
Quando quero, quero tudo por inteiro, completo e repleto.
Nunca fui, não sou e nunca serei de metades, nem pela metade.
Tudo o que é verdadeiro, forte e intenso, é sempre por inteiro.
De metades nem vive, nem se governa o mundo.
Se gosto de ti? Gosto de ti por inteiro.
Se te quero? Quero-te por inteiro!
Se te amo? Amo-te por inteiro! Por tudo aquilo que és e por toda a tua essência.
Por inteiro, é o mais próximo que podemos estar da perfeição!
A perfeição não existe. Mas o que existe, é a perfeição dentro da imperfeição que aos nossos olhos e ao nosso coração torna tudo perfeito e completo.
Vem-te! Mas vem-te por inteira.
Metades? Não quero, obrigado! Dispenso metades.
Vem e entrega-te por inteira.
Eu? Eu já me entreguei por inteiro.
Metades não me satisfazem, nem me seduzem!

Não sou de metades
Não sou de metades

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s