Razão ou Coração


Vivemos num mundo fantástico onde por vezes nos deparamos com dois caminhos: o da razão e com o do coração.
O coração entorpece-nos a razão, como a razão entorpece o coração. A razão é a essência da inteligência, daquilo que é politicamente correto. O coração é agir transparentemente, é ser autêntico. Quando ambos caminham sozinhos, é difícil encontrar um equilíbrio.
Agir com o coração, pode ser difícil e é preciso ter muita coragem também. A razão, ela é sempre necessária, mas nunca a devemos considerar quando sozinha. A razão adapta-se ao coração. É na conexão da razão com o coração que encontramos um equilíbrio seguro das situações. Quando um não está, o outro, deixa de fazer sentido. Não se deve levar em conta.
O coração e a razão deviam ter um botão on/off. Quando um se desligar, desligam-se os dois em simultâneo. Assim faria mais sentido. Estariam os dois em plena sintonia.

As atitudes falam e os olhos gritam. Eis o grande dilema da existência humana. A dualidade entre o que se quer e o que se deve. Quando ambos estão em lados opostos, o coração vence quase sempre. A razão só faz sentido, quando age com o coração.
A eterna luta razão/coração! Pela razão era esquecer já, apagar de uma vez do coração. Mas pelo coração, é só ouvir mais uma vez a voz e está tudo muda.
Toda a minha vida, tentei sempre ser o mais racional possível. Tomei decisões ponderadas, bem pensadas, analisei os prós e os contras, mas nem sempre conectadas com o coração e a razão e nem sempre deu certo. Com isto tudo, cheguei ao fim de tantos anos à conclusão que de nada serve viver em segurança. Ser meio feliz não chega para mim, nem me conformar com apenas algo bom que possa-me ter acontecido. Hoje quero ser mais intuitivo e se calhar vale bem mais a pena. Hoje chego à conclusão que se tivesse dado mais ouvido à minha intuição primária e tivesse seguido a voz do coração conectada com a voz da razão, talvez não tivesse sofrido tanto. Mas a vida é assim. É feita pelos caminhos por nós trilhados.

A divisão razão/coração é lixada. Principalmente quando divergem radicalmente, considero as provas/batalhas mais difíceis, mas não impossíveis de superar/vencer. Quanto ao exercício da libertação, o mais difícil não é libertar do outro, mas sim libertar-nos de nós mesmos.
Devemos aceitar o equilíbrio entre ambos. Não pode haver razão sem coração, como pode haver pouco coração sem a razão.
Acredito que tudo dependerá dos dias, das razões, das vontades, das contingências da vida. Umas vezes vencem o racional, outras vezes vencem o coração. Mas bom mesmo é quando vencem os dois.
Haja algum equilíbrio e dose de loucura à mistura também, para dar ouvidos a um e a outro.

Razão ou Coração
Razão ou Coração

3 thoughts on “Razão ou Coração

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s