O amor verdadeiro é como uma muralha


O verdadeiro amor é uma cumplicidade com todos os seus defeitos, é uma muralha indestrutível que se abre ao desejo inevitável de proteger o outro. O amor é flexível e curva-se perante o outro quando tudo é verdadeiro e quando tudo é bem-feito com carinho.
Existem dias em que o orgulho nos atira de costas e cada um fica no seu pedaço de chão.
Os amantes tornam-se por vezes meros esboços cegos! Por vezes é assim. O amor é assim, sabias?
O amor abre portões. O amor que une duas pessoas deveria ser assim como uma porta blindada, ou como uma muralha incapaz de colapsar depois de todas as balas sofridas.
Não basta apenas dizer a alguém que ama e depois na primeira agrura da vida com que nos deparamos vira-se as costas com o intuito que caia no esquecimento.
O amor verdadeiro é algo que a maior parte das pessoas não sabe o que é! Amam na beleza dos corpos, nas compatibilidades atrativas e nas coisas mais supérfluas, mas isso não é amor! Amor verdadeiro vai mais além disso tudo. É algo mais profundo. Vai mais dentro. É saber amar e aceitar os defeitos de cada um. Amor verdadeiro não é dominarem-se. Amor verdadeiro é bem mais simples e bem mais bonito, é apenas deixarem fluir e se complementarem.
As pessoas e por sua vez, o amor, constroem-se acima de tudo nas diferenças. E entre semelhanças e oposições, solidificam-se os afetos e engrandecem-se as almas.
As maiores fontes das palavras são os olhos e o silêncio. Alguns sentimentos extrapolam os universos conhecidos, mas tentar descrever os mesmos é quase redutor… Eles existem para se sentir!
O silêncio é a sua forma perfeita.
Os silêncios são os gritos mudos de um orgulho mal disfarçado, quem não arrisca o passo seguinte recusa viver com intensidade, fica mais pobre!
De facto é importante e bom haver, saber e sentir que o amor pode unir e construir uma fortaleza forte e gigante, no entanto, há heróis que sozinhos conseguem vencer medos e batalhas impensáveis de vencer. Há heróis que vivem também um amor-próprio, um amor à vida!
Para mim mais do que sentir, é o saber abraçar, o saber tocar ou simplesmente o saber estar. Saber para aprender e depois abrir o coração e desfrutar do melhor. A vida!

O amor verdadeiro é como uma muralha
O amor verdadeiro é como uma muralha

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s