As pessoas vão de acordo com as necessidades


Vive a tua vida. A vida é tão curta para a deixares passa sem que tu passes nela. A vida pode ser tão bela, que é quase um crime não ser vivida em toda a sua plenitude.
Entrega-te de corpo e alma. Atira-te para os braços da vida, afinal esta vida é apenas uma breve e rápida passagem que passa sem retorno e sem direito a replays.
Atira-te para a frente. Apalpa o rabo à tua vida. Apalpa o rabo à tua felicidade e não apalpes a vida de outrem. Se não apalpares o rabo da tua vida, ou se não conseguires fazer cócegas à tua felicidade, de nada vale apalpares o rabo à vida de outrem. Por isso, apalpa, ouve, saboreia, cheira o que a vida tem de melhor para te oferecer. Não procures isto noutro lugar. Procura dentro de ti!

Quando a decepção, o sentimento de injustiça, de humilhação se apodera de nós, mais vale tentar esquecer, perceber porque e como aconteceu e saber retirar uma aprendizagem de tudo o que aconteceu e andar para a frente sem olhar para trás.
A vida é demasiado curta para ficarmos presos a pessoas que nos magoam e que nos humilham. Devemos viver a vida plenamente e dedicá-la a quem nos merece. E quem mais nos merece e quem nos faz felizes, somos nós próprios. Mas hoje em dia, o mundo vai de acordo com as necessidades de cada um e para quem vai a favor do vento, procura-se moldar nessas necessidades.
Quantos são os que vemos dentro de grandes máquinas e de fatos da alta costura procurando respeito entre as pessoas que os rodeiam, para poderem ter uma posição mais satisfatória no seio da sociedade? E a verdade é que conseguem sempre o que querem. O estatuto social e o poder financeiro funcionam sempre em proveito desta classe sedenta de poder. E no fim, aqueles que usam a sua dignidade por excelência é que acabam por serem sempre invisíveis perante a sociedade.
A vida nem sempre é justa. Mas cabe a nós, procurar lutar sempre pela verdade, pela igualdade e pela justiça, para podermos criar condições de uma vida melhor.

Pequenos erros não deviam separar grandes sentimentos. Mas os seres humanos são animais tão estúpidos e destruidores que o fazem constantemente. Fazem-no sem se aperceberem que se estão a destruir a eles mesmos. Vivem dentro de uma bolha dos bens materiais, da luta pelo poder, pela obsessão de ser melhor que o parceiro do lado, que o mais importante fica para trás, pensando que o amor pode esperar. Que o amor agora atrapalha os seus objetivos! Mas que objetivos podem ser esses sem amor? O amor está tudo. O amor está em todo o lado, em todas as conquistas pessoais e profissionais. Engane-se aquele que pensa que não. Sem amor não há conquistas. Sem conquistas não há vitórias. Sem vitórias não há felicidade. Sem felicidade não vivemos. Por isso o amor é fundamental em todos os quadrantes da vida para se viver. O amor é tão importante para nós, como o ar que respiramos para viver!

As pessoas vão de acordo com as suas necessidades

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s